Blog

Você acha que todo relacionamento é movido por interesse?
26 Mar 2018 26 Mar
Categoria: Artigos
Comment count: 0
Acessos: 7275
Última Atualização: Quarta, 18 Abril 2018 17:14

Você acha que todo relacionamento é movido por interesse?

Desde a pré história o homem descobriu que a vida em grupo era uma forma de alcançar seus objetivos com maior facilidade e que, viver isolado era privar-se do próprio crescimento. O bom relacionamento só se otimiza quando respeitamos o outro com suas particularidades, identificando o nosso próprio eu e revendo possíveis necessidades de mudanças.

 

Se esforçar a cada dia, em conhecer o outro implica em ter um vasto conhecimento da natureza humana e das motivações mais comuns e freqüentes que impulsionam o homem a agir.

 

Não só as pessoas são diferentes entre si, mas também as necessidades que variam de individuo para individuo. E é exatamente essa grande diversidade que se constitui em uma das imensas riquezas humanas, por isso é necessário que se faça respeitar as diferenças.

 

O homem isolado é uma ficção, porque ele sempre trás consigo uma dimensão que não pode ser destacada que é a sua condição social e histórica. 

 

“Dependemos da relação com outras pessoas para nossa sobrevivência, para o desenvolvimento neuropsicológico e de nossa personalidade. Nossos antepassados relacionavam-se em busca de alimentos, procriação e proteção contra predadores. 

 

Quando pensamos em relação por interesse, costuma vir à cabeça o clássico exemplo do casamento por dinheiro. Mas, de acordo com pesquisas, todo relacionamento envolve interesse, não necessariamente por bens materiais, mas também pelos interesses comuns sociais e de trabalho.

 

A frase relacionamento por interesse tem uma conotação negativa e nos faz imaginar que a pessoa que tem essa prática, ela é mau caráter.

 

Acontece que o interesse é básico nos vínculos. Como ele se dará é que vai poder qualificá-lo de várias maneiras. 

 

Acredite, toda relação demanda algum interesse, seja ele emocional, afetivo, biológico, religioso, político, social, espiritual.

 

Esperamos das pessoas, inclusive, que validem nossa existência e nos ajudem a descobrir quem somos. “Está em nosso DNA a necessidade de precisar do outro para que possamos forjar nossa identidade e subjetividade. É impossível fugir dessa realidade.

 

Pense um pouco se não é bem verdade que costumamos nos aproximar de pessoas que têm propósitos, valores, crenças e ética similares as nossas, para que possamos crescer e ter a vida que desejamos. 

 

Na esfera amorosa, é comum buscarmos sempre, ainda que inconscientemente, um parceiro que nos ajude a conquistar nossos objetivos. Não é leviano afirmar que também procuramos para par alguém que nos complete e que nos traga aquilo que nos falta. 

 

No âmbito profissional, investir no networking é algo sempre aconselhado e valorizado –são relações puramente interesseiras, digamos assim, mas extremamente valorizadas e até desejadas para construir uma carreira de sucesso. Hoje fala-se muito em parcerias, cooperação profissional. É a relação ganha ganha. 

 

Então a pergunta que fica é… Seus relacionamentos estão realmente  contribuindo com seu crescimento pessoal e ou profissional? O quanto você tem crescido nos últimos anos? quais tem sido os seus ganhos no relacionamento amoroso, familiar, com amigos, no trabalho?

 

MILKA MONTEIRO

Copyright © 2016 Mika Monteiro - Desenvolvido por LogoMídia